Notinhas da Tarde

Gabriel tem pela frente um ano para se reinventar 

De fato, foram anos de muitas expectativas, mas ninguém deve esperar por novidades tão significativas. 

O que se constata já desde de muito tempo é que, entra tantas coisas, hoje, o que mais falta na oposição é uma identidade. 

No entanto, nos últimos anos, depois de tantos tiros no escuro, e errados, fica impossível saber no que se transformou. 

Só resta torcer por um ano melhor. O 2018 para ser esquecido, ficou para trás, assim como 2017, 2016... 

Balanço positivo

A última gestão da presidência da Câmara, comanda pelo vereador Inácio Carvalho (PDT) se saiu muito bem. 

Mesmo começando num início de uma nova gestão - do atual prefeito Ferdinando - o presidente na época soube driblar qualquer problema e atingir todos os objetivos.

Força em conjunto 

Em política, como em inúmeros e outros setores, a soma de esforços e talentos é imprescindível em qualquer trabalho. 

No entanto - e este não é o caso de Inácio -, importante salientar, alguns sempre chamam para eles o sucesso. Os vereadores que compõem a base governista ajudaram e muito no biênio passado. 

Por falar no Inácio

O vereador deixa o cargo de presidente, o maior da casa, e volta a ser um parlamentar normal. Mas, dentro do grupo, se torna mais forte como nunca. Recentemente, sua esposa, Rejane Carvalho, saiu da Coordenadoria da Mulher e foi direto para a Secretaria de Agricultura.

Bilú e uma análise 

Conhecido por ter sempre posicionamentos firmes quando vai referir-se a determinado assunto, com a vaga de vice-presidente da Casa o parlamentar abre uma brecha de futuramente chegar à cadeira principal (meio) daquela Casa. 

Time em campo 


Nesta altura é possível dizer, sem medo de errar, que o grupo governista já está no campo e com varias tratativas em mãos para mais uma eleição que está por vir - embora esteja bem longe, mas já é necessário analisar e começar a fazer questionamentos e análises.