Matões: O silêncio dos vencidos


Na política se ver de tudo e um pouco, principalmente em cidade pequena. Não muito diferente das demais, após as eleições veio diversos questionamentos e com eles dúvidas. A exemplo pelo campo de oposição matoense, que tem como líder o advogado e presidente do PV de Matões, Gabriel Tenório.

Podemos classificar isso de uma forma fácil e clara, a exemplo da mudança de apoio na reta final nas últimas eleições entre o deputado estadual Adriano Sarney (PV) pela incerteza do apoio do caxiense Zé Gentil (PRB). O que qualquer analisador amador percebe diante disso e o questionamento é: o que se esperar de Zé Gentil para Matões e o mesmo de Adriano Sarney?

Entrando no quesito “seis por meia-dúzia” Zé Gentil fará como Adriano em apoio à oposição e ao povo matoense? Ambulância prometida e até o fechamento desse texto nenhum sinal dela.

Voto é confiança e o povo merece ser retribuído com projetos. Sempre na história política de Matões a palavra ingratidão sempre está no meio. Será que mais uma vez ela reinará?

Mais um ano se começa e aproxima ainda mais das próximas eleições. Na oposição, o que mais se tem é dúvida. Para um bom entendedor, o silêncio nem sempre agrada.