Matões: Após posicionamento político, funcionário estadual é demitido por perseguição

Clique na imagem e amplie 

Os bastidores da política local continuam agitados, agora pouco em rede social, o popular “Dimar do SAAE”, fez um desabafo onde ele relata que foi vítima de perseguição política.

Usando suas redes sociais, Dimar Gomes relata que durante o período que esteve prestando serviço de vigia na escola estadual João Paulo I de Matões, durante 1 ano e 10 meses foi demitido após posicionamento político e diante disso recebeu uma carta de demissão.

Ainda no relato ele destaca que a partir do rompimento em janeiro entre o grupo Pereira e Coutinho que sua família resolveu seguir no grupo do prefeito Ferdinando Coutinho, com seus motivos e razões, rapidamente pediram sua cabeça na empresa que o mesmo era contratado.

Todos nós temos conhecimento da política local e em se tratando de nível estadual, sabemos quem é conhecido por ter tal “força” nessa esfera.


Quem será a próxima vítima?